EnglishPortugueseSpanish

Julho é o mês da conscientização sobre o câncer ginecológico

O mês de julho é voltado à conscientização sobre o câncer ginecológico. Popularizado com o laço verde escuro, o período é utilizado para despertar a importância da realização de exames preventivos e do diagnóstico precoce.

O câncer ginecológico pode se manifestar em cinco áreas: colo do útero, endométrio, ovário, vulva e vagina. Entre os tipos de câncer, os mais comuns são o câncer de colo do útero, câncer de endométrio e câncer de ovário.

Câncer de colo de útero: Terceiro tumor mais frequente na população feminina, atrás apenas do câncer de mama e do colorretal, de acordo com o Instituto Nacional do Câncer (INCA). Na maioria dos casos a doença está relacionada ao vírus HPV, vírus sexualmente transmissível.

Por isso, a forma mais eficaz de prevenção é o uso de preservativos e fazer os exames ginecológicos periodicamente.

Câncer de vulva: Mais frequente nas mulheres após a menopausa, mas, esporadicamente, pode acontecer em mulheres mais jovens. Esse tipo de câncer, normalmente, se manifesta como uma mancha ou ferida que não cicatriza e vai aumentando na região.

Câncer de vagina: O câncer de vagina é raro e representa aproximadamente 1% dos tumores ginecológicos. Tumores secundários ou metástases de outros tumores são encontrados mais comumente no local do que os tumores primários de vagina.

Câncer de endométrio: É o tumor de corpo uterino mais frequente. O principal sintoma desse tipo de câncer é o sangramento uterino anormal, sobretudo após a menopausa.

Como nos outros tipos de câncer, a falta de exames preventivos aumenta significativamente a porcentagem de ocorrência e a possível mortalidade.

Câncer de ovário: Pouco frequente e mais difícil de ser diagnosticado. A maioria dos tumores malignos do ovário só se manifesta em estágio avançado. Na fase inicial, não causa sintomas específicos, o que dificulta o diagnóstico precoce.

O exame ginecológico de rotina associado à ultrassonografia pode mostrar achados suspeitos, motivando a investigação com novos exames complementares.


Cadastre-se e receba novidades

Parceiros